Comissão Europeia quer trazer de volta a troca de baterias nos smartphones

Os smartphones têm evoluído ao longo dos anos e muitas das funcionalidades que se tinham como úteis têm desaparecido. Algumas entende-se como uma evolução natural, mas outras simplesmente não se entendem porque são removidas.

A capacidade de troca de baterias nos smartphone é uma destas mudanças que nem todos entendem. Esta poderá em breve sofrer uma mudança na Europa. Uma proposta poderá em breve trazer esta capacidade de volta. A Comissão Europeia quer trazer de volta a possibilidade de troca de baterias nos smartphones.

Comissão Europeia baterias troca smartphones fabricantes

União Europeia quer mudar muito nos smartphones

Ainda é apenas uma ideia, mas a Comissão Europeia poderá em breve trazer uma mudança radical ao mercado dos smartphones. De acordo com um documento a que o Het Financieele Dagblad teve acesso, uma novidade muito importante poderá chegar e mudar a tecnologia.

A ideia é tornar obrigatório aos fabricantes que os seus smartphones permitam a troca de baterias, de forma simples e rápida. Do que se sabe, a proposta deverá ser apresentada já em meados de março, para um período inicial de discussão.

Comissão Europeia baterias troca smartphones fabricantes

A troca de baterias poderá ser obrigatória

Para além da troca rápida de baterias, com efeitos positivos para os utilizadores, a Comissão Europeia quer certamente ir mais longe. Quer impor uma maior reciclagem de produtos, a reutilização de matérias-primas e criar uma produção sustentável.

Há também a ideia de criar períodos de garantia mais alargados e dar acesso facilitado a toda a informação para reparação dos equipamentos. Também as embalagens vão ser alvo de mudanças, com a redução da presença de micro plásticos e com a recolha de equipamentos mais antigos.

Comissão Europeia baterias troca smartphones fabricantes

Os fabricantes têm de aceitar a mudança

A proposta não será apenas exclusiva para os smartphones. A Comissão Europeia quer alargar esta capacidade a outros equipamentos. Assim, terá também de ser aplicada pelos fabricantes a tablets, smartwatches e até a auscultadores sem fios.

Depois de conseguir uma mudança importante nos conetores dos smartphones, este poderá ser outro passo essencial. A Comissão Europeia quer garantir o melhor para os cidadãos e passa por implementar estas medidas.