Falhas de segurança podem levar a Samsung a deixar os sensores biométricos da Qualcomm

As tecnologias de autenticação biométrica evoluíram muito nos últimos anos. O sensor de impressões digitais ultrassónico da Qualcomm – que pode ser colocado sob vidro ou metal – revelou ser inovador, mas as falhas de segurança condenaram a sua reputação.

Esta realidade pode ser crucial para uma mudança nos smartphones da Samsung, inclusivamente já no próximo Galaxy S11. A fabricante sul-coreana está a pensar deixar os sensores da Qualcomm e optar por algo mais convencional.

Falhas de segurança podem levar a Samsung a deixar os sensores biométricos da Qualcomm

Em 2017, a Qualcomm anunciou o seu avançado sensor de impressões digitais. Tal foi um dos primeiros passos para a democratização dos sensores biométricos por baixo do ecrã. Mesmo atualmente, a proposta da gigante dos chips destaca-se da concorrência devido à tecnologia usada.

Ao passo que a maior parte dos sensores de impressões digitais por baixo do ecrã recorrem a leitura ótica incorporada no ecrã do smartphone, o Qualcomm 3D Sonic Sensor recorre a ondas ultrassónicas.

sensor impressão digital ultrassónico

Apesar de ambas as tecnologias funcionarem, a de ondas ultrassónicas revelou-se insegura já por diversas vezes. O caso mais emblemático foi a capa de silicone de 3 euros que quebrava a segurança deste método de autenticação.

Assim sendo, a imprensa sul-coreana refere relatos que dão conta de que a Samsung pretende mudar o sensor biométrico que usa nos seus smartphones. O objetivo passa por deixar de usar os sensores ultassónicos, e inseguros, da Qualcomm.

Tal mudança poderá ser feita já muito em breve, com o Galaxy S11 que deverá ser apresentado ao mundo em fevereiro.

Se a Samsung Electronics substituir os sensores de impressão digital em questão pelos scanners óticos tradicionais, isso beneficiaria as empresas domésticas que oferecem sensores óticos.

| Lee Jong-wook, analista da Samsung Securities

Falhas de segurança podem levar a Samsung a deixar os sensores biométricos da Qualcomm 1

Deste modo, parece que a Qualcomm vai perder um dos seus melhores clientes neste segmento dos sensores biométricos. A sua oferta não se revelou suficientemente segura e a Samsung, com uma forte reputação a manter, deverá optar por uma solução mais simples e com superiores níveis de segurança.

O seu smartphone Samsung vai receber o Android 10? Saiba quando!

Falhas de segurança podem levar a Samsung a deixar os sensores biométricos da Qualcomm
5 (100%) 3 Votes