Huawei vendeu mais smartphones do que a Apple em 2019

Huawei vendeu mais smartphones do que a Apple em 2019

Há uns anos o mercado de smartphones era dominado apenas por meia dúzia de marcas. Entretanto houve um boom de empresas, sobretudo chinesas, a lançar-se neste segmento. A Huawei é uma das que se tem destacado ano após ano.

Contabilizando o número de smartphones vendidos em 2019, verifica-se que a Huawei já passou a Apple, apesar de ainda não ter conseguido destronar a Samsung.

Huawei vendeu mais smartphones do que a Apple em 2019 1

Esta é a altura de ano em que se fazem balanços e as contas ao ano que passou. As empresas mostram os resultados do 4º trimestre de 2019, assim como o panorama geral de todo o ano que passou.

Estes resultados permitem fazer comparações, comemorar os bons resultados ou, por outro lado, analisar o que aconteceu de menos bom.

Huawei vendeu mais smartphones em 2019 do que a Apple

Apesar de toda a turbulência em torno do 5G, e do ataque dos Estados Unidos, a Huawei tem conseguido alcançar os seus objetivos.

Os recentes dados da Canalys mostram que a Huawei vendeu mais smartphones do que a Apple, em 2019. É a segunda marca a vender mais equipamentos, não estando já muito longe da Samsung, que continua forte no 1º lugar.

Huawei vendeu mais smartphones do que a Apple em 2019 2

Dados da Strategy Analytics, Counterpoint Research e Canalys.

A Samsung lidera com 298.1 milhões de equipamentos, o que corresponde a 21,8% do mercado de 2019. A Huawei, com 240.6 milhões de smartphones, ou seja, 17,6% do mercado, ultrapassou a Apple que, em 2019, contou com 198.1 milhões de iPhones, conquistando 14,5% do mercado.

Destas três grandes marcas, a Huawei foi a que teve um crescimento anual maior, de 17%. Já a Samsung cresceu 2% e a Apple baixou 7%.

Em 4º lugar surge a Xiaomi com 125.5 milhões de smartphones, seguida da Oppo com 120.2 milhões de equipamentos, o que corresponde uma quota de mercado de 9,2% e 8,8%, respetivamente. Ambas as marcas tiveram um crescimento anual na ordem dos 4%.

No entanto, apesar dos resultados, a Apple fechou em alta o 4º trimestre de 2019.

Artigos Relacionados

Back to top button