Kirin 1020 poderá ser o primeiro processador com 5nm

Kirin 980 Huawei SoC Mate 20 Pro

Os processadores mobile estão em constante crescimento e evolução, procurando um nível de eficiência e potência cada vez maior.

Depois de ser a primeira a desenvolver os processadores de 7nm, a Huawei pode agora ser também pioneira na construção em 5nm.

Kirin 980 Huawei SoC Mate 20 Pro

Quando olhamos para a evolução do mercado dos smartphones nos últimos anos, percebemos a grande evolução que os processadores têm tido. Com estes componentes a receber transistores cada vez mais pequenos, têm conseguido aumentar a sua potência e melhorar a sua eficiência.

Com o lançamento do Kirin 980, a Huawei tornou-se a primeira fabricante a desenvolver a tecnologia de 7nm. Esta inovação foi prontamente acompanhada pela concorrência, à excepção da Samsung que só no Exynos 9825 é que a introduziu.

Agora, 2 anos depois deste lançamento, a Huawei deverá voltar a ser pioneira nesta área com o lançamento do novo Kirin 1020. Este novo processador, que deverá equipar o Mate 40, irá estrear a construção em 5nm e promete uma grande evolução neste tipo de componente.

Kirin 1020 deverá ter um desempenho 50% melhor que o seu antecessor

Segundo um leak publicado pela Mydrivers, que garante ter informações diretas de TSMC, os processadores de 5nm deverão entrar em produção em massa este ano, estando o foco da produção centrado na segunda metade do ano.

Tendo em conta que a Huawei apresenta as novas versões em setembro, esta nova produção deverá corresponder ao novo Kirin 1020.

Este novo processador deverá representar uma melhoria significativa face ao Kirin 990, uma vez que será baseado no Cortex A-78, uma evolução face ao A-76 do seu antecessor. Com esta alteração, estima-se um aumento de potência de 50%.

Caso se confirme este leak, o novo Kirin 1020 com construção de 5nm deve ser apresentado em setembro, na IFA em Berlim, local escolhido todos os anos para apresentar estas novidades.

Artigos Relacionados

Back to top button