Perda da marca registrada do iPad pode custar à Apple US$ 1,6 bilhão

Perda da marca registrada do iPad pode custar à Apple US$ 1,6 bilhão

Nota: O seguinte artigo irá ajudá-lo com: Perda da marca registrada do iPad pode custar à Apple US$ 1,6 bilhão

(Foto: Posto Financeiro)

Maçã não é estranho a processos agressivos baseados em reivindicações legais duvidosas, mas uma decisão recente em um tribunal chinês virou a narrativa Apple vs. World de cabeça para baixo. Segundo o Financial Post, o fabricante americano do popular iPad A linha de tablet PC foi ordenada por um tribunal de Shenzhen a abandonar o uso do nome iPad ou desembolsar impressionantes US$ 1,6 bilhão para um fabricante de hardware local.

Como se diz em chinês?

Proview Technology – arrivista chinesa derruba o gigante

A recente perda da Apple é o culminar de um registro de marca aparentemente benigno há mais de uma década. Em 2000, a Proview technology, uma pequena produtora de tela plana cheia de dinheiro com o boom tecnológico do final dos anos 90, registrou o nome iPad internacionalmente como seu novo apelido para produtos que vão de telas LCD a TVs, rádios e até equipamentos de segurança. Mas o mercado não foi gentil com o pequeno produtor chinês e, em 2009, eles concordaram em vender os direitos internacionais da marca iPad para a Apple pelo preço baixo de US$ 55.104, na tentativa de compensar parte de sua dívida de US$ 64 milhões.

Enquanto os direitos globais se foram, a Proview aparentemente manteve a marca registrada doméstica (ou seja, chinesa) do iPad, o que significa que quando a Apple lançou sua popular marca de tablet PCs na China, eles estavam oficialmente violando a marca registrada da Proview. Claro, isso foi um simples descuido da parte da Apple, mas esse tecnicismo pode acabar custando uma fortuna.

Apple vs. Proview – Primeira Rodada

As disputas legais estão em andamento desde 2009, quando a Proview entrou com uma ação contra a Apple por violação de marca registrada e causou uma contra-ação pro Forma da Apple por seus problemas. As alegações da Apple de que a Proview estava de fato violando sua marca registrada foram recentemente rejeitadas por um tribunal chinês e o CEO da Proview, Yang Rongshan, prometeu que processará a Apple nos EUA e na China por vários bilhões de danos. Além disso, aproveitando a estratégia europeia da Apple, eles também estão atacando agressivamente os importadores e revendedores da Apple na China, buscando interromper a importação e venda de iPads.

Claro, isso é apenas o começo de um conflito legal que provavelmente se arrastará por anos, mas se as ações judiciais realmente se tornaram o novo paradigma nas estratégias de marketing internacional, é bom ver que não é apenas a comunidade Android que está recebendo todos os Abuso.

Notícias relacionadas a patentes: