Samsung Galaxy S11 passa por certificação na China e vê especificações serem desvendadas

Samsung Galaxy S11 passa por certificação na China e vê especificações serem desvendadas 5G

O Samsung Galaxy S11 será apresentado daqui a poucos meses e o seu desenvolvimento está naturalmente numa fase avançada. Em vários mercados, é necessária uma certificação antes de ser comercializado. É China, em que nesse processo escaparam algumas das especificações do smartphone!

Apesar de não contemplar a totalidade da ficha técnica, esta fuga de informação dá-nos a conhecer ainda mais quanto às redes móveis do dispositivo e à sua tecnologia de carregamento.

Samsung Galaxy S11 passa por certificação na China e vê especificações serem desvendadas 5G

A Samsung está já a trabalhar no próximo topo de gama da linha Galaxy. Como normalmente acontece, no início do ano a empresa sul-coreana coloca no mercado aquele que será um dos mais avançados smartphones para o ano de 2020.

Assim, como também é normal, começam a surgir rumores e fugas de informação relativamente às suas especificações. Depois de terem sido levantados pormenores relativos à câmara – que deverá incorporar um sensor espectrómetro – e ao seu ecrã, ficamos agora a saber mais sobre as redes móveis que suportará e a tecnologia de carregamento.

Samsung Galaxy S11 passa por certificação na China e vê especificações serem desvendadas 1

Foi através de uma certificação na China que tal foi agora conhecido. O Samsung Galaxy S11, com o código de modelo SM-G9860, terá suporte a redes 5G. Contudo, na certificação é ressalvado que tal não é abrangente a todos os modelos, por isso o mais provável é que haja uma variante 5G como já existe atualmente com o Galaxy Note10+.

Esta indicação relativa ao suporte da rede 5G vai ao encontro das informações adiantadas por Evan Blass há uns dias.

Samsung Galaxy S11 passa por certificação na China e vê especificações serem desvendadas 2

Para além disso, foi ainda possível constatar que o Galaxy S11 suportará carregamento de até 25 W. Tal representa um progresso face ao Galaxy S10, que se limitava a 15 W…

Contudo, a concorrência está mais avançada neste quesito e hoje temos fabricantes chinesas a conseguir potências bem mais altas no carregamento dos seus terminais. A Huawei já alcançou 40 W com o P30 Pro, a realme tem atualmente a tecnologia SuperVOOC de 50 W e a Xiaomi já está a trabalhar em 100 W.

Primeiros detalhes da câmara do Samsung Galaxy S11 saem a público e são arrebatadores!

Artigos Relacionados

Back to top button